logo blog microsum
Pesquisar
Como gerar o melhor relatório de DRE: dados essenciais em um sistema ERP

Como gerar o melhor relatório de DRE: dados essenciais em um sistema ERP

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Os sistemas ERP desempenham um papel crucial na gestão eficiente das empresas, especialmente quando se trata de relatórios financeiros precisos e relevantes, como o DRE. Com a crescente digitalização e complexidade dos negócios, as organizações dependem cada vez mais desse sistema para gerenciar suas operações financeiras de forma eficaz. Ao integrar dados de várias áreas, como contabilidade, vendas, compras, folha de pagamento e produção, o sistema ERP garante que todas as transações relevantes sejam incluídas no cálculo do DRE.

O Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) é uma das principais demonstrações financeiras utilizadas pelas empresas para avaliar seu desempenho ao longo de um determinado período. Para entender mais sobre o DRE, clique aqui.

É importante ressaltar que um sistema ERP bem implementado não apenas simplifica o processo de geração do DRE, mas também fornece informações valiosas para impulsionar a tomada de decisões estratégicas. Mas para obter o máximo valor deste relatório, é fundamental que o sistema ERP esteja alimentado com as informações corretas. Vamos explorar algumas dessas informações essenciais que devem ser inseridas no sistema ERP para garantir a geração do melhor relatório DRE possível.

As receitas são fundamentais para a avaliação do desempenho financeiro de uma empresa, representando a entrada de recursos necessários para seu funcionamento. Essas receitas podem surgir das vendas de produtos, serviços ou outras fontes de renda. Dentre as formas de receita mais comuns estão:

As vendas de produtos ou serviços são uma das principais fontes de receita para a maioria das empresas. No contexto do sistema ERP, é crucial registrar com precisão todas as vendas realizadas, incluindo detalhes como quantidade, preço unitário, descontos concedidos, despesas, frete, impostos e formas de pagamento. Isso não apenas fornece uma visão clara do volume de vendas da empresa, mas também permite uma análise detalhada de mercado, sazonalidade e desempenho de produtos ou serviços específicos.

Além das receitas de produtos ou serviços, as empresas também podem gerar receitas financeiras a partir de investimentos ou aplicações financeiras. Essas receitas incluem juros sobre investimentos, dividendos de ações e outros rendimentos obtidos por meio de atividades financeiras. É essencial registrar todas essas transações financeiras no seu sistema ERP.

Empresas podem gerar outras receitas operacionais relacionadas às suas atividades principais. Isso pode incluir receitas de aluguéis de propriedades, comissões de representantes comerciais, entre outros. É importante capturar e registrar todas essas fontes de receita de forma precisa e detalhada.

Os custos de produção ou prestação de serviços representam os gastos diretamente associados à fabricação de produtos ou à execução de serviços por parte da empresa. Estes custos incluem materiais utilizados na produção, mão de obra direta e qualquer outro custo diretamente ligado à linha de produção. Um sistema ERP eficiente é essencial para registrar detalhadamente esses custos, separamos esses custos direto e indireto:

Os custos diretos estão ligados à produção de produtos ou prestação de serviços e são atribuídos a cada unidade produzida. Isso inclui matérias-primas, componentes, embalagens e qualquer outro item essencial para a produção ou entrega do serviço. é essencial que esses custos sejam registrados de forma precisa no seu sistema ERP, para garantir a integridade dos dados e a precisão do relatório DRE.

Custos indiretos, são custos que não podem ser diretamente atribuídos a um produto ou serviço específico. Isso inclui despesas como mão de obra indireta, custos de manutenção de equipamentos, despesas administrativas e outras despesas gerais. Fazer o registro desses custos no seu ERP de maneira adequada, garante que sejam distribuídos de forma justa entre os diferentes produtos ou serviços da empresa.

Ao analisarmos as despesas operacionais e não operacionais, torna-se evidente a distinção entre elas. As despesas operacionais são os gastos essenciais diretamente associados à condução das atividades fundamentais da empresa. E, despesas não operacionais são aquelas que não impactam diretamente o funcionamento central da empresa.

As despesas operacionais são gastos necessários para manter as operações diárias da empresa e incluem uma variedade de áreas, desde os custos administrativos até os relacionados às vendas dos produtos ou serviços. Essas despesas tem que ser lançadas de forma diária e acompanhada no seu sistema ERP.

Por outro lado, as despesas não operacionais são aquelas que não estão diretamente relacionadas às atividades principais da empresa. Isso pode incluir despesas únicas ou ocasionais, como custos legais, despesas de reestruturação, perdas cambiais, entre outras. Embora essas despesas não afetem diretamente a produção ou a oferta de produtos ou serviços da empresa, ainda são importantes e devem ser registradas adequadamente para uma avaliação precisa do desempenho financeiro geral da empresa.

O resultado financeiro é uma parte crucial, representando os ganhos e perdas resultantes de suas atividades financeiras. Este componente do relatório DRE inclui uma variedade de itens, como juros pagos sobre empréstimos, juros recebidos sobre investimentos financeiros e variações cambiais, entre outras receitas ou despesas financeiras.

Os juros pagos sobre empréstimos ou financiamentos representam os custos financeiros da empresa ao tomar dinheiro emprestado de terceiros. Esses juros são uma despesa significativa e devem ser registrados de forma precisa no sistema ERP para garantir a integridade dos dados financeiros.

Uma das funcionalidades essenciais de um sistema ERP reside na facilidade com que podemos configurar as formas de pagamento e seus respectivos juros, quando aplicável. É de extrema importância realizar todas essas configurações de maneira adequada, pois cada tipo de forma de pagamento terá um impacto distinto nas vendas e nos resultados financeiros da empresa.

É crucial dedicar atenção especial à configuração das formas de pagamento, considerando fatores como prazos, condições e eventuais encargos financeiros. Cada opção de pagamento pode influenciar significativamente a liquidez da empresa e sua capacidade de gerar receita.

As variações cambiais são elementos cruciais do resultado financeiro de uma empresa, além dos juros. Esse aspecto é particularmente relevante para empresas que lidam com produtos e serviços cotados ou vendidos em moedas estrangeiras, além do real. É fundamental realizar as configurações necessárias no sistema ERP para garantir que as informações sobre as variações cambiais sejam precisas e reflitam corretamente no Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE).

Os impostos e encargos representam uma parte significativa das obrigações financeiras de uma empresa e devem ser adequadamente registrados e contabilizados para uma avaliação precisa de seu desempenho financeiro. Esta seção do relatório DRE inclui uma variedade de itens, como impostos sobre vendas, impostos sobre o lucro e contribuições previdenciárias e trabalhistas.

Os impostos sobre vendas são tributos cobrados sobre a venda de produtos ou serviços e são uma obrigação fiscal significativa para muitas empresas. Esses impostos variam de acordo com a localização e o tipo de produto ou serviço vendido e devem ser registrados corretamente, esses produtos e serviços no sistema ERP para garantir a conformidade fiscal, e as informações contidas no DRE.

Os impostos sobre o lucro são tributos incidentes sobre o lucro líquido obtido pela empresa em um determinado período fiscal. Esses impostos são calculados com base na legislação tributária vigente e devem ser registrados de forma precisa no sistema ERP. Isso permite uma análise detalhada dos custos fiscais e é essencial para determinar a lucratividade líquida da empresa após o pagamento de impostos.

As contribuições previdenciárias e trabalhistas representam os encargos financeiros relacionados à folha de pagamento dos funcionários da empresa. Isso inclui contribuições para a Previdência Social, seguro desemprego, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e outros benefícios trabalhistas. E muito importante essas informações serem lançadas nos locais corretos no seu sistema ERP.

Leia também: Entenda a diferença entre custos, despesas e investimentos

As provisões e a depreciação são elementos essenciais na elaboração do relatório DRE, pois representam uma forma de contabilizar despesas futuras e a depreciação de ativos ao longo do tempo. Estes itens têm um impacto significativo nos resultados financeiros de uma empresa e devem ser adequadamente registrados e contabilizados para garantir uma avaliação precisa de seu desempenho financeiro. Um sistema ERP registra e monitorar essas provisões e a depreciação, garantindo que sejam devidamente contabilizadas para a elaboração do relatório DRE de forma precisa e abrangente.

Ao garantir que todas essas informações estejam devidamente registradas no sistema ERP, a empresa estará preparada para gerar um relatório DRE abrangente e preciso. Isso proporciona uma visão clara do desempenho financeiro da organização, permitindo que os gestores identifiquem áreas de sucesso, pontos de melhoria e façam projeções para o futuro. Além disso, um DRE bem elaborado é crucial para demonstrar a saúde financeira da empresa a investidores, credores e outras partes interessadas externas.

Ao ler até aqui, você pode estar se perguntando sobre a complexidade de inserir todas essas informações em um sistema ERP. No entanto, na Microsum, oferecemos uma variedade de treinamentos, suporte e consultoria empresarial de qualidade para simplificar esse processo. Nosso objetivo é garantir que não apenas o seu relatório de Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) esteja bem elaborado, mas também todos os outros relatórios contenham informações precisas.

baixar planilha de calculo de dre

Com o nosso sistema SAGE-ERP, você terá acesso a uma plataforma robusta e intuitiva, projetada para atender às necessidades específicas do seu negócio. Além disso, nossa equipe está sempre disponível para oferecer suporte e orientação, garantindo que você aproveite ao máximo todas as funcionalidades do sistema.

Clique aqui para saber mais sobre como o nosso sistema SAGE-ERP pode ajudar a otimizar a gestão financeira e contábil da sua empresa, proporcionando maior eficiência e precisão nos relatórios empresariais.

A qualidade dos relatórios financeiros, incluindo o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE), está intrinsecamente ligada à qualidade dos dados inseridos no sistema ERP. Esses dados servem como a base para análises financeiras e tomadas de decisão, influenciando diretamente a direção estratégica da empresa. Portanto, é fundamental que as empresas dediquem tempo e recursos adequados para garantir a precisão e a integridade dessas informações.

Ao garantir a correta configuração do sistema e a inserção precisa e pontual dos dados, as empresas podem embasar suas decisões, detectar áreas de aprimoramento e oportunidades de crescimento. Isso se traduz em maior assertividade e confiança na consecução dos objetivos financeiros e estratégicos da organização.

Artigos Relacionados

plugins premium WordPress